quarta-feira, 30 de junho de 2010

O ANALFABETO POLÍTICO

“O pior analfabeto
é o analfabeto político.
ele não ouve, não fala, não participa
dos acontecimentos políticos.
Ele não sabe que o custo da vida,
o preço do feijão, do peixe, da farinha,
do aluguel, do sapato, do remédio
depende das decisões políticas.
O analfabeto político é tão burro
que se orgulha e estufa o peito
dizendo que odeia a política.
Não sabe o imbecil
que da sua ignorância política
nascem a prostituta, o menor abandonado,
o assaltante e o pior de todos os bandidos,
que é o político vigarista, pilantra, corrupto
e lacaio das empresas nacionais e
multinacionais”[1].

[1] Fiz uma tradução livre do espanhol. Bertold Brecht, “O analfabeto político” apud ARRATA, Alfredo Vera. Política. Quito: Editorial El Conejo, 2005, p.130.