sexta-feira, 14 de agosto de 2009

O PROBLEMA DAS IDADES DO GÊNESIS

Você Sabia?

Que os mesopotâmicos registraram idades tão surpreendentes quanto as registradas no livro de Gênesis? Veja no quadro abaixo o tempo de reinado de 10 reis mencionados no prisma dinástico de Weld, escrito em 2.170 a.C.:

Alulim - 28.000 anos;

Alamar – 36.000;

Emenluana – 43.000;

Kichuna – 43.000;

Enmengalana – 28.000;

Dumizi – 36.000;

Sibziana – 28.000;

Emendurana – 21.000;

Uburratum – 18.000;

Zinsudu – 64.000.

duas maneiras de interpretar o registro dessas idades tão avançadas. Teólogos mais conservadores afirmarão ser essa uma prova de que o registro bíblico de idades centenárias como a de Matusalém (969 anos) deve ser considerada como literal. Henry Halley, por exemplo, indaga o seguinte:

"De onde vieram essas tradições, se não do fato de os
primeiros homens realmente viverem muito?
"[1].

Outros estudiosos afirmarão justamente o contrário. Idades tão avanças seriam uma maneira que acentuar a importância de homens que se destacaram na antiguidade. O prisma dinástico de Weld seria uma prova de que o exagero das idades era uma prática comum na época, já que é impossível conceber uma pessoa vivendo 64.000 anos!


Espero que você mesmo possa decidir entre essas duas opiniões!

Nota:

[1] HALLEY, Henry H. Manual Bíblico: um comentário abreviado da Bíblia, 1963, p.71.

Figura:

Prisma Dinástico de Weld

Escavado por Weld-Blundell Expedition, 1922.

Museu Ashmoleano de Oxford.