segunda-feira, 17 de agosto de 2009

A ORIGEM DOS SAMARITANOS

Você sabia?

Que a origem dos samaritanos remonta à época em que o Reino de Israel foi conquistado pelos assírios (722 a.C)? Estes, quando invadiram o país transformando-o em colônia, instalaram estrangeiros de muitas outras regiões. Com o tempo, eles foram se misturando com os israelitas que lá permaneceram, formando uma raça considerada impura pelos judeus.

Os samaritanos, porém, sempre observaram escrupulosamente as prescrições da Lei ou Pentateuco. Não aceitavam os outros escritos do Antigo Testamento e não freqüentavam o Templo de Jerusalém. O único lugar de culto deles era o monte Garizim (ou Gerizim), que ficava no Norte. Acreditavam na vinda do Messias, que chamavam de Taeb (= Aquele que volta). Esse messias, porém, não seria descendente de Davi, como pensavam os judeus, mas sim um novo Moisés.

Dois textos dos Evangelhos falam especificamente dos samaritanos: o capítulo 4 do Evangelho de São João e a parábola do Bom Samaritano, que está em Lucas (10:25­-37). Ainda hoje existe um grupo de samaritanos, que conserva seus costumes e crenças.

Joachim Jeremias nos diz que R. Eliezer (90 d.C) proibia comer um animal morto por um samaritano, porque a intenção do samaritado [durante o sangramento] está geralmente voltado para o culto dos ídolos. Ele diz ainda que algumas décadas antes da destruição do templo (em 70 d.C) foi posta em vigor uma determinação que considerava os samaritaos impuros desde o berço.

Fontes:

AA.VV., Bíblia. Os Caminhos de Deus II, Coleção Grandes Impérios e Civilizações. Madrid: Edições del Prado, 1996.

JEREMIAS, Joachim. Jerusalém no tempo de Jesus. São Paulo: Paulus, 1983.

BÍBLIA DE JERUSALÉM: nova edição, revista e ampliada. São Paulo. Paulus, 2003.

Imagem:

CORNELIS VAN HAARLEM

O Bom Samaritano

1627

Óleo sobre tela, 32 x 23 cm

Coleção privada