quarta-feira, 19 de agosto de 2009

QUAL A DIFERENÇA ENTRE ZELOTAS E SICÁRIOS?

Por Jones Mendonça

Na Palestina do século primeiro dois grupos de resistência à opressão romana se destacavam: zelotas e sicários. Esses dois grupos entendiam que a libertação do povo só viria mediante a luta armada. Os sicários eram conhecidos por ocultarem punhais por debaixo da roupa. O termo "sicário" vem do latim sica (punhal). Os zelotas  (fervorosos), apesar de menos radicais que os sicários, também faziam uso das armas. Simão, por exemplo, era um zelota:
Lc 6,15 "Mateus e Tomé; Tiago, filho de Alfeu, e Simão, chamado Zelote";
At 1,13 "E, entrando, subiram ao cenáculo, onde permaneciam Pedro e João, Tiago e André, Felipe e Tomé, Bartolomeu e Mateus; Tiago, filho de Alfeu, Simão o Zelote, e Judas, filho de Tiago".
Há quem suponha que Judas e Pedro também fossem zelotas [1] . Não é de estranhar que Pedro estivesse portando uma espada (e fizesse uso dela!) por ocasião da prisão de Jesus. A luta dos zelotas e sicários tinha motivação política e religiosa. Eles queriam ter plena liberdade de culto, sem as constantes intromissões romanas, que elegia e depunha sacerdotes a seu bel prazer. Eles também queriam que Israel fosse independente economicamente, como na época do rei Davi e da revolta dos macabeus (167 a.C.). Para se ter uma idéia de como a taxação era pesada, veja este decreto de César, em 47 a.C.:
“Em Sidom, eles [os judeus] deviam pagar o tributo (fóros) no segundo ano [do período do arrendamento], um quarto da semeadura, tendo que, além disso, pagar o dízimo a Hircano e a seus filhos, como foi pago por seus antepassados” [2].
Pois bem, como se não bastasse, ainda tinham que pagar um imposto para Jerusalém. Logo surgiram líderes carismáticos arrebanhando pessoas para uma revolta. Flávio Josefo , um historiador judeu que viveu no século primeiro, nos relata o caso de um egípcio:
“Um golpe [...] foi aplicado aos judeus pelo falso profeta egípcio. Um charlatão, que havia ganho a reputação de profeta, apareceu no país, arregimentou uma comitiva de cerca de trinta mil ingênuos, e levou-os através de um circuito do deserto ao monte das Oliveiras”[3].
Paulo, quando foi preso em Jerusalém foi confundido com um sicário:
"Não és porventura o egípcio que há poucos dias fez uma sedição e levou ao deserto os quatro mil sicários?" (At 21,38).
Segundo Hans Kippenberg, a revolta dos judeus contra o domínio romano tinha três metas:

Ø  Suspensão do pagamento dos tributos;
Ø  Suspensão dos sacrifícios pelo povo romano e seu César, e
Ø  Ereção da soberania política.

Kippenberg, apoiando-se em Baumbach e em documentos judaicos, diz que o termo sicários “foi a denominação dada ao movimento revolucionário rural da judéia” e os zelotas como sendo “um movimento sacerdotal” [4].

Sacerdotes e camponeses unidos pela mesma causa? Bem, os sacerdotes tinham lá suas razões para se "sujar" com o braço armado dos "impuros" camponeses galileus...

Notas:
[1] DREHER, Martin N. A igreja Latino-americana no contexto mundial, 1999, p.20.
[2] AJ XIV 203, in KIPPENBERG, Hans. Religião e formação de classes na antiga Judéia, 1988, p. 104.
[3] A Guerra dos Judeus 2.261-62, in CROSSAN, John Dominic. Quem matou Jesus, 1995, p.63.
[4] KIPPENBERG, Hans. Religião e formação de classes na antiga Judéia, 1988, p. 121.


Imagem:
DÜRER, Albrecht
St Simão
1523
Gravura, 118 x 75 mm
Metropolitan Museum of Art, New York

4 comentários:

  1. O apóstolo Pedro não foi um Zelota e sim o outro Simão,consultar Mt.10:2-4 e Lc.6:13-16

    ResponderExcluir
  2. Obrigado anônimo. Eu já havia notado esse equívoco e feito a correção quando publiquei este mesmo artigo aqui:

    http://institutoberitz.com/teologia/artigos-de-professores/8-qual-a-diferenca-entre-zelotas-e-sicarios.html

    Aliás, neste site o artigo está mais completo e livre de erros (até que alguém atento como você note um, rs,rs).

    Vou fazer a correção. Obrigado.

    ResponderExcluir
  3. Sobre o fato de Pedro também ter sido um zelota:

    DREHER, Martin N. A igreja Latino-americana no contexto mundial, 1999, p.20.

    ResponderExcluir
  4. Pedro apresenta todas as evidencias de zelote: foi ordenado por Jesus o chefe supremo zelote, que desse continuidade ao movimento nacionalista que tendia a expulsão dos romanos. O proprio relato apresenta que Pedro sacou duma espada, isto só o identifica como um autentico zelote.

    ResponderExcluir