domingo, 22 de janeiro de 2012

NÃO HÁ LUVAS PARA DEVEREUX

Heisenberg percebeu que é impossível observar um elétron sem criar uma situação que o modifica. É preciso escolher entre a posição ou a velocidade do elétron. Daí surgiu seu famoso “princípio da incerteza”. Em 1938 o etnólogo e psiquiatra Georges Devereux (1908-1985) introduziu esse conceito na etnologia (e nas ciências humanas de modo geral). O etnólogo, dizia Devereux, perturba aquilo que observa, que por sua vez perturba o próprio observador. Um círculo vicioso se faz.

Moral da história: Luvas esterilizadas funcionam bem com cirurgiões. 


Jones F. Mendonça