quarta-feira, 22 de junho de 2011

YAHWEH, DEUS DOS RAIOS, TROVÕES E GRANIZO

Tempestade de granizo em South Dakota, EUA. (via Big Picture)

O Salmo 18 descreve de maneira fantástica a intervenção de Yahweh para livrar Davi de Saul. O texto é, sem dúvida, uma dos mais belos exemplos da poesia hebraica. Logo no início do Salmo Davi invoca a Yahweh, revelando sua angústia:
Cadeias do Sheol me cingiram, e tramas de morte me surpreenderam.
Yahweh, ao ouvir o clamor do seu servo, sai do seu palácio real para acudi-lo:
Então, a terra se abalou e tremeu, vacilaram também os fundamentos dos montes e se estremeceram, porque ele se indignou.

Ele abriu os céus e desceu; nuvens escuras estavam sob os seus pés.
[...]
Com o fulgor da sua presença as nuvens se desfizeram em granizo e raios,
quando dos céus trovejou o Senhor, e ressoou a voz do Altíssimo. 
E que Israel saiba: Yahweh, e não Baal, é o Senhor da tempestade!