quarta-feira, 7 de julho de 2010

ASPAS, ANTES OU DEPOIS DO PONTO?

Como faço muitas citações no meu Blog resolvi verificar se tenho usado corretamente as aspas. Uma dúvida comum é: elas devem ficar antes ou depois do ponto? Vejamos o que dizem Dad Squarisi e Arlete Salvador[1]:
Se o período começa e termina com aspas, o ponto vai dentro da duplinha:
“Não existe crime organizado. Existe polícia desorganizada.” A afirmação é de Millôr Fernandes.
Se o período começa antes da citação, o ponto é intruso. Fica de fora:
Ninguém acredita na desculpa de que “parafuso frouxo detonou o apagão”.
Pontos de interrogação ou exclamação que integram a frase citada ficam dentro das aspas:
Uma pergunta deve orientar os redatores: “O que penso com meu texto?”
Denise Arend e Valter Kuchenbecker lembram que caso seja indicada no final de uma citação a obra de onde ela foi tirada, o ponto fica fora das aspas[2]. As Normas para Publicação da UNESP[3] concordam com Squarisi, Salavador, Arend e  Kuchenbecker e apresentam três exemplos que na minha opinião encerram o assunto:
Se a citação inicia o período, as aspas fecham depois do ponto final:
“Sua geração tinha um relacionamento... campos da academia.”
Se a citação não inicia período, as aspas fecham antes da pontuação:
Sua geração “tinha um relacionamento... campos da academia”.
Caso haja referência bibliográfica, o ponto vem depois dela, em qualquer dos casos acima mencionados:
“Sua geração tinha um relacionamento... campos da academia” (Costa, 1993, p.4).
Prometo me esforçar para cumprir essas regrinhas. Por respeito ao leitor e à língua portuguesa.

Notas:
[1] SQUARISI, Dad; SALVADOR, Arlete. Escrever melhor: guia para passar os textos a limpo. São Paulo: Contexto, 2008, p.81
[2] AREND, Denise; KUCHENBECKER, Valter. Como editar um livro. Canoas: Ed. ULBRA, 2004. p. 40.
[3] Normas para publicações da UNESP/Coordenadoria Geral de Bibliotecas e Editora UNESP. São Paulo: Fundação Editora da UNESP, 1994, p.21.

Imagem: Capa do livro “Escrever melhor”, de Dad Squarisi e Arlete Salvador. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário