quarta-feira, 3 de julho de 2013

O ANTIGO TESTAMENTO EM POUCAS LINHAS

Clique para ampliar. Resolução: 1066 x 798

Trata-se de uma narrativa simples, sem qualquer tipo de observação crítica. O objetivo é apresentar um panorama da história de Israel (conf. Bíblia hebraica) com o auxílio de um mapa.  

Pentateuco - Abraão sai de Ur dos caldeus[1] e migra para Canaã, na costa oriental do Mediterrâneo (cap. 12 do Gênesis). Seu pai morre em Harã[2] e o patriarca prossegue viagem até que chega a seu destino[3]. Por causa da fome os descendentes de Abraão (Isaque > Jacó > 12 filhos) migram para o Egito[4]. Alguns séculos depois os descendentes de Abraão, Isaque e Jacó seguem para Canaã sob a liderança de Moisés (Êxodo). Ele atravessa o Mar Vermelho [5], recebe a Lei no Sinai [6] e peregrina pelo deserto (Levítico, Números) por cerca de 40 anos[7]. Ao fim desse período Moisés morre no Monte Nebo[8] (Deuteronômio).

Livros históricos - Josué, seu auxiliar, atravessa o Jordão [9] e destrói Jericó, Ai e outras cidades do do sul (como Hebrom) e do norte (como Hazor). Segue-se um período de batalhas lideradas por heróis regionais carismáticos chamados de juízes. Samuel, o último juiz (que também é sacerdote e profeta), inaugura a monarquia em Israel ungindo Saul. Antes que Saul morra Davi é ungido rei em Hebrom[10] pelo mesmo Samuel. Salomão, filho de Davi reina em seu lugar (início do livro dos Reis), mas por causa dos altos impostos o reino de Israel acaba se dividindo entre Roboão (seu filho), ao Sul, e Jeroboão (um líder carismático exilado por Salomão no Egito), ao Norte. Samaria[11] se consagra como capital do reino do Norte (sob o governo de Omri). Em 722 é destruída pela Assíria [12]. Jerusalém, que se firmara como a capital do Sul[13], é tomada pelos babilônios[14] em 586. Babilônia cai nas mãos de Ciro, o persa, em 537. O povo exilado recebe autorização do monarca para retornar à Judá (final do livro de Crônicas) e o templo é reconstruído em 515 (Esdras e Neemias).

Ah, o mapa foi feito no Power Point. 

Jones F. Mendonça