terça-feira, 14 de maio de 2013

O ESPELHO TORTO DE NARCISO

Existe um grupo de jornalistas brasileiros (bem pagos, bons escritores, inteligentes) que odeiam tudo o que cheira a Brasil (ou seja, que não está em sintonia com os valores culturais dos EUA e da Europa). Nossos poetas: sem talento; nossas canções: todas sem brilho; nosso povo: gente ruim; nossos projetos: sem futuro algum. “Campos tristes sem flores”, “bosques sem vida”, “país destinado à desgraça”, cantam com a boca escancarada exibindo seus belos dentes polidos.

O pior inimigo do brasileiro é sua baixa auto-estima, resultado de uma espécie de  “síndrome de Narciso às avessas”, como já havia notado um poeta de nossa terra.  Se algum dia um brasileiro for agraciado com um prêmio Nobel certamente será desacreditado por seu próprio povo. Maldita síndrome de vira-lata.

E o coro cantará em uníssono: “Espelho, espelho meu, quem é mais feio do que eu?”.


Jones F. Mendonça