terça-feira, 14 de maio de 2013

FÓSFORO BRANCO: MALDADE “DO BEM”


Os Estados Unidos e Israel temem que as armas químicas da Síria de Bashar al-Assad caiam em “mãos erradas”. Mas os EUA usaram fósforo branco contra alvos civis em 2004 na cidade iraquiana de Fallujah. Os mesmos EUA que condenaram o uso de armas químicas no Iraque.  Em 2009 Israel também utilizou munição à base de fósforo branco contra áreas densamente habitadas na Faixa de Gaza.

Alguém dirá: “mas o fósforo branco não é considerado uma arma química pelas leis internacionais”. Ele mata, devora a carne, os ossos, a alma, mas não é arma química, dizem.  Apelam à letra da lei. Mas quando seus inimigos usam armas químicas o argumento que aparece na mídia é moral e não legal. Mostram os estragos, o número de mortos, os olhos tristes, o semblante caído, as feridas abertas, etc.

Mãos erradas? Sei...


Jones F. Mendonça