terça-feira, 27 de março de 2012

PESHITTA DO NOVO TESTAMENTO ON-LINE

"Leproso" e "oleiro" na Peshitta. 
Certa vez ouvi de um "rabino messiânico" que a tradução correta para Mt 1,16, seria "José, pai de Maria" e não "José, marido de Maria". O argumento utilizado: a palavra aramaica da Peshitta (g'abrah), base para a tradução do Mateus grego (!?), pode significar tanto pai como marido.  O tradutor teria se enganado. Com tal recurso a conta de Mateus (14 gerações do Exílio até Cristo) fecha perfeitamente. Consultei alguns léxicos aramaicos on-line: g'abrah=marido. Só. 

Hoje me deparei com outro argumento a favor da primazia da Peshitta (Bíblia escrita em siríaco, um dialeto do aramaico) em relação ao texto grego. O autor declara que no "texto original aramaico" a palavra "leproso", em Mt 26,6, deveria ser traduzida por "oleiro" ou "comerciante de vidros". Isso explicaria a presença de Jesus na casa de Simão, um oleiro, e não um homem ritualmente impuro. Neste caso Jesus não teria descumprido a lei de Moisés. O argumento do autor: no aramaico as palavras "leproso" (gar'ba) e "oleiro/comeciante de vidro" (garaba) possuem as mesmas consoantes. O tradutor mais uma vez teria sido vítima de palavras parecidas ou com duplo significado. Hummm, será?

Consultei Mt 26,6  na Peshitta. Raiz da palavra - "GRB" = leproso. Tanto a versão grega como a Peshitta apresentam Simão como leproso e não como oleiro ou comerciante de vidros. Assim cai por terra o mito de que a Peshitta representa uma versão mais correta dos ensinamentos e da vida de Jesus. 


Pelo que pesquisei, a palavra aramaica "garaba" (comerciante de vidros) não aparece na Peshitta, por isso não pude confirmar a semelhança entre as duas palavras. O que pude fazer foi comparar as palavras "oleiro"e "leproso", que são graficamente bem diferentes, como apresentado no quadro acima. Caso realmente existam semelhanças entre as duas palavra no siríaco (gar'ba/garaba=leproso/comerciante de vidros) isso sugere que houve um erro, não de tradução, mas de transmissão oral fornecida a Marcos, que também registra o episódio é e fonte para Mateus. Digno de nota é a grafia errada registrada ou por Marcos ou por Mateus do nome da cidade onde Jesus expulsou um demônio chamado Legião. Marcos 5,1 registra Gadara. Mateus 8,28 registra Gerasa.  Entre a tradição oral e o texto escrito muita coisa pode acontecer. E mesmo depois de escrito, o relato pode ir aumentando ou diminuindo de acordo com a motivação teológica da comunidade religiosa. 

Caso queira consultar a Peshitta on-line, clique aqui

Para consultar um texto, marque a opção "Use BFBS Peshitta textt...". Depois é só clicar em "Show me the verses!". 

Faça uma consulta mais detalhada clicando em "analyze" (ao lado do texto que você está analisando). Assim que você clicar surgirá uma nova tela com uma tabela contendo todas as palavras do versículo escolhido. Clique no "ID" (uma espécie de número strong) ao lado da palavra cujo significado você quer saber, e pronto! 

Pode parecer complicado, mas logo você se acostuma. 


Jones F. Mendonça