sábado, 25 de fevereiro de 2012

AS TRADIÇÕES NEO-ASSÍRIAS E AS REFEIÇÕES FESTIVAS DO DEUTERONÔMIO

"As sete tábuas da criação",
Texto completo do Enuma
Elish
(em inglês). 
O The Bible and Interpretation publicou neste mês um artigo escrito por Peter Altmann, da Faculdade de Teologia da Universidade de Zurique, tratando sobre os paralelos entre as refeições festivas neo-assírias e israelitas presentes no livro de Deuteronômio (Dt 12, 14, 16). Eis a tese de Altmann:
Defendo que essas tradições [neo-assírias] fornecem informações fundamentais para as festas do Deuteronômio. Diante da dominação do império neo-assírio, o Deuteronômio usa a imagem da refeição festiva em exibição nas celebrações mitológicas reais encontradas no Enuma Elish e no Ciclo de Baal (para citar dois exemplos proeminentes) e as transforma em uma festa para Javé.
E ainda me aparecem cristãos querendo demonizar o sincretismo. O judaísmo é sincrético desde a raiz. O cristianismo nem se fala. 


Leia o artigo aqui.


Jones F. Mendonça