terça-feira, 12 de janeiro de 2010

EDWARD SCHILLEBEECKX: UMA BREVE BIOGRAFIA

Por Jones Mendonça

Edward Schillebeeckx (1914-2009) nasceu em 1914 na Antuérpia, Bélgica. Estudou teologia em Louvain, em Le Saulshoir e na Sorbonne. Iniciou sua atividade acadêmica lecionando no Estudantado teológico dominicano de Louvain (1946-1957). Alguns anos depois foi professor na faculdade católica de Nimega, na Holanda (1958-1983).

No primeiro período do seu pensamento sua reflexão voltou-se para os sacramentos. Suas principais obras deste período são: “A economia sacramental da salvação” (1952), “Cristo, sacramento do encontro do homem com Deus” (1958) e “O matrimônio: realidade secular e mistério salvífico” (1963).

No segundo período confronta-se com novas hermenêuticas, buscando compreender a experiência cristã contemporânea. Este segundo período pode ser subdividido em duas novas fases: a fase hermenêutica (1967-1972), cuja obra mais profunda foi “Inteligência da fé: interpretação e crítica”, e a fase cristológica (1972—1989), apresentada em três volumes: “Jesus, a história de um vivente” (1974), “Justiça e amor. Graça e libertação” (1977) e “Humanidade como história de Deus” (1989).

Dentre as posições teológicas polêmicas de Schillebeeckx estão o aniquilacionismo[1], a ordenação de mulheres e homens casados, e críticas a infalibilidade papal e à sucessão apostólica. A respeito deste último tema, a Congregação reagiu afirmando que Schillebeeckx continuava “a apresentar a apostolicidade da igreja de maneira tal que a sucessão apostólica através da ordenação sacramental representa um dado não-essencial para o exercício do ministério”[2].

Suas opiniões progressistas lhe renderam três investigações diferentes do Vaticano, duas delas durante o pontificado de João Paulo II. Em 2000, sob pressão da Cúria Romana, uma Universidade holandesa abandonou a idéia de homenageá-lo pelo seu octogésimo quinto aniversário, dando seu nome a uma cátedra. Schillebeeckx morreu aos 95 anos em Nimega, cidade onde lecionou por quase trinta anos.

Referências bibliográficas:

GIBELLINI, Rosino. Teologia do século XX. São Paulo: Loyola, 1998.

CHAPPIN, Marcel. Introdução à história da Igreja. São Paulo: Loyola, 1999.

ACKMANN, Geraldo Luiz Borges. Servir a Cristo na comunidade: o ministério presbiterial de Edward Schillebeeckx. São Paulo: Loyola, 1993.

LLEN, John L. Conclace: as políticas, as personalidades e o processo da próxima eleição papal. Tradução de Maria Beatriz Medina. Rio de Janeiro: Record, 2003.

Notas:

[1] Maiores esclarecimentos a respeito deste tema podem ser obtidos na seguinte obra: RAUSHC, Thomas P. Catolicismo na aurora do terceiro milênio. São Paulo: Loyola, 2000.

[2] OR, 24-25, setembro de 1986,1 apud BRAMBILLA, Franco G. Edward Schillebeeckx, 2006, p.94