terça-feira, 8 de dezembro de 2015

AS SEMENTES DA INQUISIÇÃO

O cristianismo era uma religião conhecida por seu pacifismo e por seus mártires entregues às feras no Coliseu de Roma. No século IV, com Constantino, ganhou o status de religio licita. Teodósio I, sucessor de Constantino, deu-lhe ainda maior dignidade: religião oficial.

Um Édito promulgado por Teodósio, em 392, punia com o confisco de bens aqueles que fossem surpreendidos oferecendo libações aos antigos deuses romanos. Em 408, já embalado pela relação amorosa entre religião e Estado, Agostinho (354-430) recorreu aos “reis religiosos e fiéis” em sua luta contra os hereges donatistas (norte da África):
Moral da história 1: as ideias radicais da inquisição (séc. XII) não nasceram de uma hora para outra. 

Moral da história 2: os campos estão floridos... e as sementes são más.


Jones F. Mendonça