quarta-feira, 29 de novembro de 2017

DAS ALMAS DESPEDAÇADAS


Há dois detalhes curiosos nesta tela representando o juízo final, de Hans Memling, de 1471.

Note que no canto superior esquerdo aparece um homem negro entre os ressuscitados (fenômeno raro na representação artística da época).

No centro da tela o corpo de um homem que acaba de ressuscitar é disputado entre um anjo e um demônio com asas de borboleta. Do jeito que puxa o cabelo do pobre infeliz, o capiroto parece bem decidido.



Jones F. Mendonça