sábado, 19 de agosto de 2017

DA LIBERDADE DE EXPRESSÃO

Ora, se as liberdades individuais fossem absolutas, elas se aniquilariam pelo conflito. A todos os direitos devem ser impostos limites. Embora a Primeira Emenda americana defenda a livre expressão, a Suprema Corte desse país não vê esse direito como absoluto e permite restrições ao discurso verbal ou falado em algumas poucas áreas (obscenidade, difamação, fraude, etc.).

Alguns querem impor limites ao que um professor diz em sala de aula. Outros pedem exclusividade no uso de seus símbolos religiosos. Outros querem que os comerciais de TV não anunciem um produto cuja qualidade não condiz com a real. Outros ainda não querem feministas mostrando os seios em passeatas.

Estranho mesmo é quando essas mesmas pessoas, ao mesmo tempo em que defendem tais limites (algumas vezes ridículos), levantam a voz em defesa da livre expressão de racistas e xenófobos. É a vida humana sendo colocada abaixo de preceitos morais secundários.



Jones F. Mendonça