terça-feira, 16 de junho de 2015

INSCRIÇÃO COM O NOME "ISHBA’AL" É ENCONTRADA EM ISRAEL

Segue texto com informações tomadas do Haaretz (17/06/15):

Photo by Tal Rogovsky
Foi finalmente decifrada a inscrição descoberta em Khirbet Qeiyafa, no Vale de Elah, durante as escavações sob a direção do Prof. Yosef Garfinkel, da Universidade Hebraica de Jerusalém e Saar Ganor, do Israel Antiquities Authority. Num grande jarro de barro que data de cerca de 3.000 anos (Idade do Ferro, de cerca de 1020-980 a.C, início da monarquia israelita) aparece escrito “Ishba'al ben Beda” (Ishba'al filho de Beda). A equipe que decifrou a inscrição incluiu a Dra. Mitka Golub e o Dr. Haggai Misgav.

De acordo com Garfinkel e Ganor, esta é a primeira vez que o nome Ishba'al aparece em uma antiga inscrição em Israel. Embora Ishba'al seja o mesmo nome do filho do rei Saul (no livro de Reis é grafado como Ishboshet com o propósito de evitar o elemento teofórico "Baal", compare 2Sm 2,8 com 1Cr 8,33), a inscrição se refere a outra pessoa, provavelmente ao dono de uma grande propriedade agrícola. 

O Ishba'al filho de Saul, homônimo do personagem da inscrição, reinou sobre o reino israelita em paralelo com David e foi morto por assassinos, sendo sua cabeça cortada e trazida para David em Hebron (2 Samuel 4-8). 

Não é a primeira vez que uma inscrição importante é encontrada em Khirbet Qeiyafa. A mais antiga inscrição hebraica no mundo foi descoberta no mesmo local em 2008. Os resultados das escavações demonstram como estava desenvolvida a escrita no reino de Judá na Idade do Ferro.

No Haaretz o texto completo só está disponível para assinantes (versão Premium):

Mas você poderá ler a matéria publicada no J Post



Jones F. Mendonça