segunda-feira, 7 de julho de 2014

PROFETAS E PROFECIAS NO ANTIGO ORIENTE PRÓXIMO

Continuo minha leitura a respeito do profetismo israelita. Os livros que tenho consultado mencionam a existência de "profetas" (apilum ou muhhûm e muhhûtum) nos povos vizinhos de Israel. Leio aqui e ali alguma citação de textos que registram a existência de atividade profética em cidades do Oriente próximo. Fiquei curioso e fiz uma busca no Google. Encontrei este livro: 

NISSINEN, Martti. Prophets and prophecy in the ancient Near East. Atlanta: Society of Bibical Literature, 2003. 

Nas páginas 47 e 48 aparece o relato que descreve um profeta em transe no templo. O conselho divino (Annunitum = Ishtar em seu aspecto guerreiro) deve ser entregue a Zimri-Lim, rei de Mari (fiz uma tradução livre): 

5 In the temple of Annunitum,
three days ago, Šelebum went into
trance and said:
7 “Thus says Annunitum: Zimri-
Lim, you will be tested in a revolt!
Protect yourself! Let your most
favored servants whom you love
surround you, and make them stay
there to protect you! Do not go
around on your own! As regards
the people who would tes[t you]:
those pe[ople] I deli[ver up] into
your hands.”

5 No templo de Annunitum,
há três dias, Šelebum entrou em
transe e disse:
7 "Assim diz Annunitum: Zinri-
Lim, você será testado em uma revolta!
Proteja-se! Mantenha seu servos
mais favorecidos, aqueles que você ama,
ao seu redor, e faça com que fiquem
para protegê-lo! Não saia
por conta própria! Quanto
às pessoas que estão te testando:
eu as entregarei nas tuas mãos".

De modo geral os textos consistem em instruções relativas à cidade, à guerra, à provisão de animais para o sacrifício e observância de ocasiões sacrificiais. O livro (em PDF, em inglês) pode ser encontrado aqui