sexta-feira, 8 de junho de 2012

FILOSOFIA NAS LÍNGUAS ORIGINAIS (PARMÊNIDES, PLATÃO, EPICURO, SÊNECA, AGOSTINHO, NIETZSCHE...)

Há alguns anos, lendo o "Fédon" e "O Banquete", de Platão, fiquei curioso quanto as palavras gregas dos textos originais traduzidas por alma, amor, etc.  Dia desses, o André, meu aluno, sentiu-se atormentado pela mesma questão ao ler "A República". 

Eis alguns endereços úteis onde é possível encontrar textos filosóficos nas línguas originais, desde Platão a Nietzsche (é quase uma heresia pô-los lado a lado): 



Experimente ler o Fédon, de Platão, em grego (faça a opção "texto original" ou "inglês" em "hide Display Preferences", no canto inferior direito) ou "O Banquete" (com notas explicativas) aqui e aqui.

Talvez você queira ler "A República" com comentários no Google Livros (visualização completa). Faça isso clicando aqui.


Jones F. Mendonça