segunda-feira, 19 de março de 2018

POR QUE MALAFAIA NÃO É UM SOFISTA?

Indivíduos que “ganham” debates “no grito” ou com argumentos falaciosos geralmente são classificados como “sofistas”, termo empregado por Platão para se referir ao ofício criado por Protágoras, discípulo de Demócrito. Sofistas convencem pela força da retórica, não da dialética (ou da lógica). Fizeram sucesso na Grécia Antiga, fazem sucesso hoje, impulsionados por curtidas e compartilhamentos nas redes sociais.

Malafaia não pode ser considerado um sofista por uma razão muito simples: todo o seu discurso está fundamentado em crenças e valores que ele considera (ou pelos menos declara) verdadeiros, eternos e imutáveis. Os sofistas criticados por Platão (Diálogos) e Aristóteles (Elencos Sofísticos) negavam a objetividade da verdade. Ensinavam que a verdade depende da subjetividade humana, que a verdade é relativa (eram relativistas).

Os sofistas ao menos eram coerentes...


Jones F. Mendonça