quarta-feira, 1 de abril de 2015

O SACRIFÍCIO DE PÁSCOA E O INSTITUTO DO TEMPLO




Desde a destruição do templo de Jerusalém, no ano 70 d.C., os sacrifícios formam suspensos no judaísmo (com exceção do kapparot, feito por uma minoria religiosa).

Nas ruínas do antigo Templo, ampliado e embelezado por Herodes a partir do século I a.C., foi construído um templo religioso muçulmano (uma mesquita), obra no século VII d.C. Atualmente são proibidas orações e atos religiosos judaicos no monte do Templo, que é controlado pela Waqf da Jordânia, país vizinho de Israel.

Em 1987 foi fundado o Instituto do Templo, organização que recolhe fundos para concretizar a visão do profeta Ezequiel a respeito da reedificação da antiga “casa de Deus”. No vídeo acima você poderá observar uma simulação do sacrifício de páscoa organizado pelo Instituto. Observe que os organizadores do ritual buscaram simular o cenário ideal, erguendo uma grande tela com a imagem do santuário judaico que esperam que seja construído no local onde atualmente está a mesquita de Al Aqsa.


Jones F. Mendonça