sábado, 12 de fevereiro de 2011

PAULO E O HOMOSSEXUALISMO: MALAKOI, ARSENOKOITAI NA NVI, NA ARA E NA BJ

As palavras gregas malakoi e arsenokoitai, em 1 Co 6,9, recebem traduções diferentes na NVI e ARA. O texto grego traz assim:
e  ouk  oidate  oti  adikoi  theos  basileian  ou  kleronomesousin;  me  planasthe:  oute  pornoi  oute  eidololatrai  oute  moixoi  oute  malakoi  oute  arsenokoitai
Agora compare o texto na NVI e na ARA:
Vocês não sabem que os perversos não herdarão o Reino de Deus? Não se deixem enganar: nem imorais, nem idólatras, nem adúlteros, nem homossexuais passivos (malakoi) ou ativos (arsenokoitai ) (Nova Versão Internacional).

Ou não sabeis que os injustos não herdarão o reino de Deus? Não vos enganeis: nem impuros, nem idólatras, nem adúlteros, nem efeminados, nem sodomitas (Almeida Revista e Atualizada).
A primeira palavra (malakoi) aparece em outros dois textos no Novo Testamento: Mt 11,8; Lc 7,25.
Ou, o que foram ver? Um homem vestido de roupas finas (malakoi)?

Ou, o que foram ver? Um homem vestido de roupas finas (malakoi)?
Pelo contexto, percebemos que a palavra malakoi significa algo como “delicado”, "macio ao toque" ou “luxuoso” (veja um exemplo do uso da palavra malakoi no Fragmento 46, Epícteto, diatribes 3.6.9-10). Na literatura grega malakoi é utilizado como gíria para se referir aos jovens considerados fracos (como para o serviço militar) ou efeminados. O termo também pode se referir aos jovens abusados sexualmente por adultos. Há que pense em " "masturbadores" (Boswell) ou "prostitutos" (Countryman). Fica a pergunta: é honesto traduzir o termo por homossexual passivo (NVI) ou efeminado (ARA)?

A segunda palavra (arsenokoitai) aparece de novo apenas em 1Tm 1,10:
impuros, sodomitas (arsenokoitai), raptores de homens, mentirosos, perjuros e para tudo quanto se opõe à sã doutrina,
Infelizmente o contexto não permite que se defina com precisão o significado dessa palavra. Para piorar o termo não aparece na literatura secular grega da época. E agora?

Há que tente ver ligação entre arsenokoitai (arseno=homem, koitai=cama) e a expressão grega arsenos ou koimetese koiten, que aparece na versão grega do livro do Levítico (versão que provavelmente foi utilizada pelos apóstolos). Este texto é uma clara condenação da relação sexual entre homens:
Com homem não te deitarás, como se fosse mulher; é abominação (Lv 18,22).
Texto grego de Lv 18,22. 
Mas será que ele estava se referindo mesmo a esse texto? A questão permanece aberta. Acho muito mais honesta a tradução de 1 Co 6,9 feita pela Bíblia de Jerusalém:
“Então não sabeis que os injustos não herdarão o Reino de Deus? Não vos iludais! Nem os devassos, nem os idólatras, nem adúlteros, nem os depravados, nem as pessoas de costumes infames...”
Quem quiser um texto que fale de forma mais explícita sobre relações sexuais entre pessoas do mesmo sexo no Novo Testamento deve buscar outro texto. Quem sabe Rm 1,26,27:
Por causa disso Deus os entregou a paixões vergonhosas. Até suas mulheres trocaram suas relações sexuais naturais por outras, contrárias à natureza.  Da mesma forma, os homens também abandonaram as relações naturais com as mulheres e se inflamaram de paixão uns pelos outros. Começaram a cometer atos indecentes, homens com homens, e receberam em si mesmos o castigo merecido pela sua perversão.