quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

RELATÓRIOS DAS NAÇÕES UNIDAS DENUNCIAM OPRESSÃO AOS PALESTINOS


As Nações Unidas mantêm um escritório oficial que, dentre outras funções, emite relatórios periódicos com dados de acontecimentos nos territórios palestinos. Trata-se do OCHA oPt. (Office for the Coordination of Humanitarian Affairs – occupied Palestinian territory).

Neste site é possível consultar o número de cidadãos palestinos mortos e feridos em confrontos com colonos ou soldados israelenses.  Ainda em seus relatórios, há o “Humanitarian Monitor”, que indica os acontecimentos do cotidiano da região, como cortes de energia, demolição de casas, destruição de plantações, entre outros atentados contra cidadãos palestinos. Abaixo trecho do relatório de outubro de 2010.

O Monitor Humanitário | outubro 2010 
Events in October highlighted a chronic feature of the crisis of human indignity affecting the population of the occupied Palestinian territory (oPt): the pervasive absence of the rule of law and lack of accountability. Palestinian-Israeli tensions in the West Bank remain elevated: Demonstrations and settler violence continue to result in high number of Palestinians injured; during the month, over 3,700 olive trees were burned, uprooted, killed with chemicals or otherwise vandalized. Israeli Military advocate General open investigation into Sammouni killings during the “Cast Lead” offensive.
Os eventos de outubro destacam uma característica crônica da crise da indignidade humana que afeta a população do território ocupado da Palestina (TPO): a ausência generalizada da regra da lei e da falta de responsabilidade. Tensões entre palestinos e israelenses na Cisjordânia permanecem elevados: Manifestações e violência dos colonos continuam dando origem a um elevado número de palestinos feridos; Durante o mês, mais de 3.700 oliveiras foram queimadas, desenraizadas, mortas com produtos químicos ou vandalizadas. Militares israelenses defendem investigações abertas gerais sobre as mortes [dos] Sammouni [nome de uma família da cidade de Zeitoun, Gaza]  durante a operação “Chumbo Fundido”.
O relatório completo pode ser lido aqui.

Links sobre o sofrimento do povo palestino podem ser obtidos no Blog O Filho da Pedra.