quinta-feira, 22 de fevereiro de 2018

SELO COM O NOME "ISAÍAS" É DESCOBERTO EM JERUSALÉM

Eilat Mazar agitou o mundo acadêmico especializado em arqueologia de Israel após divulgar um selo descoberto em Jerusalém contendo a inscrição “LYesha'yah[u] NVY[?]” em hebraico.  A primeira palavra claramente indica um substantivo próprio: (pertencente a) Isaías, mesmo nome do profeta bíblico. O segundo nome, caso seja inserido na interrogação a letra álef, deve ser traduzido como “profeta” (navy’). Neste caso deveríamos ler: “Pertencente a Isaías, o profeta”. Mazar sugere que a letra foi apagada pelo desgaste. Será?

Utilizei consoantes do alfabeto quadrático

É possível que no selo original constassem apenas as letras atualmente existentes (sem o álef supostamente omitido). Uma tradução possível seria “Isaías [ben] Navy” (Isaías [filho] de Navy). Selos desse período geralmente indicam o nome do proprietário seguido do nome de seu pai. A palavra “ben” (filho) por vezes é omitida por falta de espaço (o que não parece ser o caso neste selo). Confuso?

Você pode buscar mais informações a respeito da descoberta em dois grandes jornais de Israel, o Haaretz e o The Times of Israel. Um artigo de Mazar foi publicado na Biblical Archaeology Review.  O epigrafista Christofer Rollston revela-se cético em relação à tradução “Isaías, o profeta”. Jim Davila faz alguns comentários interessantes sobre o selo no Paleojudaica. Boa leitura.




Jones F. Mendonça