segunda-feira, 25 de julho de 2016

SALMO ANATÔMICO (SL 38)

2 Sobre mim abateu-se tua mão,
3 Nada está ileso em minha carne...
Nada há de são em meus ossos...
4 Minhas iniquidades ultrapassam-me a cabeça,
7 Meus rins ardem em febre...
8 Meu coração rosna...
10 a luz dos meus olhos já não habita comigo...
13 como um surdo, não escuto...
17 estou a ponto de cair.



Jones F. Mendonça