quinta-feira, 14 de julho de 2016

DOS BEIJOS ARDENTES E DA ALEGORIA MEDIEVAL

Ricardo de Saint Victor (†1173) tomou nas mãos o livro bíblico de Cantares, coçou a cabeça e disse assim: 
Neste livro fala-se de beijos, de seios, de faces, de pernas... 
Pensou com seus botões: 
não devemos pensar baixamente das Escrituras. [...] de fato, a letra cobre o espírito assim como a palha cobre o trigo. Cabe ao jumento alimentar-se da palha e ao homem alimentar-se do trigo (Richard of Santi-Victor, Sacred Writtings on Contemplation, p. 27).
Trocando em miúdos: quem lê “beijo ardente” (literalmente) come palha, quem lê “paixão piedosa” (alegoricamente) come trigo.

Sei...


Jones F. Mendonça