domingo, 5 de outubro de 2014

AS ORIGENS OBSCURAS DO YOM KIPPUR [NO HAARETZ]

Segue trecho do artigo publicado no Haaretz (30/09/14) a respeito do Yom Kippur:
Escrevendo logo após o Primeiro Templo, destruído pelos babilônios, Ezequiel parece ignorar o Yom Kippur. Não está na sua lista de feriados que deveriam ser observados quando o templo fosse reconstruído. Nem Zacarias parece ter qualquer noção do Yom Kippur quando instruiu os judeus que retornaram do cativeiro na orientação a respeito dos dias de jejum. 
Quando Esdras leu a Torá para os judeus que retornaram no dia primeiro de Tishrei, eles aprenderam que precisavam se preparar para a Sucot [festa das tendas], mas nada é mencionado em relação ao Yom Kippur. Assim, parece que os três textos bíblicos que mencionam o Dia da Expiação (Números 29, 7-11, Levítico 16, 1-34, e Levítico 23, 26-32) foram inseridos por sacerdotes durante o período do Segundo Templo com o propósito de validar novos ritos adicionados para purificar o templo antes do feriado mais importante do calendário judaico, a Sukkot.

Jones F. Mendonça