sábado, 24 de maio de 2014

LETRAS FÚNEBRES

Enfiaram-lhe adentro dos orifícios do corpo pequenos dogmas infalíveis. Belas letras escritas em ouro no elegante idioma dos latinos. As letras sacras foram parar no estômago, entraram na corrente sanguínea, na pele, nos cabelos, no cheiro que exala de seu corpo vil. Converteu-se, enfim, à doutrina ortodoxa. Por fora, um santo. Por dentro, apenas letras fúnebres...



Jones F. Mendonça