segunda-feira, 14 de maio de 2018

JOÃO BATISTA, GAFANHOTOS E MEL

Embora o Levítico permita o consumo de gafanhotos (Lv 11,22), há quem ache estranha a dieta de João Batista tal como consta em Mc 1,6: “João... alimentava-se de gafanhotos e mel silvestre”. Isso porque os ascetas praticavam um estilo de vida estritamente vegetariano. James Tabor sugere “bolo e mel” ao invés de “gafanhoto e mel”. A resposta estaria num costume ebionita (cristãos judaizantes) citado por um cristão do século IV e na semelhança gráfica entre os nomes dos dois alimentos no idioma grego.

Confira o texto completo no Tabor Blog.



Jones F. Mendonça