segunda-feira, 30 de novembro de 2015

MATEUS BRONCO, ANJO DELICADO [CARAVAGGIO]

Caravaggio pintou "Mateus e o anjo" (1602) deste jeito. A igreja recusou a obra. A justificativa: o apóstolo é retratado de forma rude e o anjo parece corrigi-lo enquanto escreve.

O anjinho delicado com olhos semiabertos tocando nas mãos do rude Mateus talvez tenham contribuído para a rejeição da obra. O anjo parece dizer: "não é assim, Mateus!". O apóstolo franze a testa e dá aquela olhada pela esquerda.





Jones F. Mendonça