sábado, 30 de dezembro de 2017

JACÓ E ISRAEL: DOIS NOMES, DUAS TRADIÇÕES

Quem lê com atenção o livro de Gênesis percebe que a mudança do nome de Jacó para Israel ocorre duas vezes no livro: 32,28-29 (Jacó luta com um anjo) e 35,9-10 (Jacó chega a Betel). Veja: 
1. Ele lhe perguntou: “Qual é o teu nome?” – “Jacó”, respondeu ele. Ele retomou: “Não te chamarás mais JACÓ, mas ISRAEL, porque foste forte contra Deus e contra os homens, e tu prevaleceste”.
2. Deus apareceu ainda a Jacó, vindo de Padã-Aram, e o abençoou. Deus lhe disse: “Teu nome é JACÓ, mas não te chamarás mais Jacó: teu nome será ISRAEL”. Tanto que é chamado de Israel.
Outro fato curioso é que mesmo após ter seu nome mudado (cap. 32 e 35), Jacó continua sendo chamado pelo antigo nome nos capítulos posteriores (história de José: 37-50). Um exemplo: 
“JACÓ rasgou suas vestes, cingiu os seus rins com um pano de saco e fez luto por seu filho durante muito tempo” (37,34).
Confuso? Então leia este artigo do Dr. Tzemah Yoreh, publicado no The Torah.



Jones F. Mendonça